Câmara dos Deputados debate a implantação do 5G no Brasil

Deputado Márcio Marinho; Foto: Douglas Gomes“O 5G já é uma realidade no Brasil, agora, só faltam pequenos ajustes”. A afirmação é do deputado Márcio Marinho (Republicanos-BA) durante audiência pública na Câmara dos Deputados, realizada nessa quarta-feira, 27. A discussão sobre a implantação da tecnologia 5G, cuja licitação ocorrerá no primeiro trimestre de 2020, movimentou a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional.

Marinho foi um dos requerentes da audiência e mostrou-se satisfeito com a velocidade tecnológica a ser ofertada para os brasileiros. “Sem dúvida, o 5G proporcionará uma maior conectividade que facilitará muito a vida de quem depende da internet, principalmente para questões de trabalho. Mas, ainda precisamos verificar uma solução quanto à interferência na transmissão da televisão aberta por antenas parabólicas domésticas que atendem grande parte da população”, ressalta.

Como solução à interferência na transmissão da televisão aberta por parabólicas, o representante da Abratel, Wender Souza, apontou a migração da faixa de frequência do serviço de TVRO e a distribuição de equipamentos para adaptar a recepção para a população cadastrada no Cadastro Único do governo federal.

Já o representante da empresa sueca Ericsson, Tiago Machado, contestou a informação sobre interferência do 5G no sinal das parabólicas, ele disse que a questão não procede e que grande parte dos equipamentos vendidos no Brasil são fabricados no país.

A nova tecnologia 5G promete velocidade de download até 20 vezes maior do que a 4G, um maior número de pessoas conectadas em uma mesma região simultaneamente e conectividade quase instantânea entre aparelhos.

Além de Marinho, foram requerentes da Audiência os deputados Eduardo Bolsonaro e Celso Russomanno (Republicanos-SP).

Texto: Ascom do deputado Márcio Marinho (Republicanos-SP)
Foto: Douglas Gomes

Comentário(s)

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.