Lafayette critica taxação da energia solar em audiência pública da Aneel

WhatsApp Image 2019-11-07 at 16.06.28O deputado Lafayette de Andrada (Republicanos-MG) participou na manhã desta quinta-feira (7/11) de audiência pública na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que discutiu a revisão da Resolução nº 482/2012, que trata da Geração Distribuída Fotovoltaica. Na ocasião, Lafayette criticou a Agência por estar mudando de forma abrupta as regras da Geração Distribuída, o que seria prejudicial para o Brasil. Além disso, solicitou mais debates sobre o tema e considera equivocada a proposta de taxar em 62% o setor.

“O incentivo a setores estratégicos da nação faz parte de políticas públicas propostas pelo Poder Executivo e fogem da esfera de decisões da Aneel, que é uma agência reguladora, com o papel importantíssimo de regular o sistema. A sugestão que faço, em nome de uma lista de mais de 300 deputados e 30 senadores, que assinaram contra a decisão da Aneel em mudar a resolução nº 482, é que reveja a decisão e debata mais o assunto”, afirmou Lafayette.

Ele sugeriu que a Aneel fizesse mais audiências públicas no Brasil para aprofundar o tema. Além disso, o parlamentar solicitou que a Agência se abstenha de tomar definições no setor elétrico – estratégico para a nação – antes da manifestação do Executivo. “É preciso fazer, pelo menos, mais cinco audiências públicas em todas as regiões do Brasil. Além disso, que a Aneel se abstenha de tomar qualquer tipo de definição antes de o Poder Executivo definir a política estratégica para o setor. A energia solar fotovoltaica é fundamental para o Brasil e para o agronegócio. É uma energia limpa e barata, precisamos incentivá-la e não matá-la no ninho”, enfatizou o parlamentar.

Texto e Foto: Ascom do deputado Lafayette de Andrada (Republicanos-MG)

 

Comentário(s)

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.